PRF usa novo bafômetro para agilizar identificação de motoristas embriagados, em Goiás

Enquanto atuais aparelhos demoram 2 minutos por resultado, novo equipamento tem diagnóstico em menos de dez segundos. Uso para comprovação da embriaguez, porém, depende do Contran.

Novo

Novo “bafômetro” promete mais agilidade nos testes de embriaguez

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Goiás está utilizando um novo bafômetro que torna mais rápida a identificação do motorista embriagado. Enquanto o aparelho convencional demora cerca de dois minutos para emitir o resultado sobre a ingestão de bebida, com o modelo mais atual esse tempo cai para menos de dez segundos.

“A gente consegue atingir cerca de dez vezes mais indivíduos no que tange à fiscalização de alcoolemia. O equipamento tem uma leitura muito dinâmica e rápida. Um volume do sopro bem menor do que o que é utilizado no outro aparelho já é suficiente pra constatar a possível embriaguez”, diz o chefe da delegacia da PRF, Rodrigo Lobo.

O novo bafômetro emite ainda duas cores: verde, quando o resultado é zero; e vermelho, quando ele bebeu. Como ainda não é homologado pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran), em caso positivo, ele precisa fazer novamente o teste no aparelho convencional. A regulamentação ainda depende de decisão do órgão.

Nele também não é necessário o uso de bocais, pois o motorista não encosta no aparelho. Essa situação ajuda a diminuir os custos. Além de Goiás, ele já é usado também na Bahia e no Distrito Federal.

Quem é flagrado dirigindo embriagado tem a CNH apreendida e tem de pagar multa de quase R$ 3 mil. Acima de 0,34 miligramas de álcool por litro de ar expelido, o condutor é levado para uma delegacia.

Veja outras notícias da região no G1 Goiás.

PRF usa novo bafômetro para agilizar identificação de motoristas embriagados, em Goiás (Foto: TV Globo /Reprodução)

PRF usa novo bafômetro para agilizar identificação de motoristas embriagados, em Goiás (Foto: TV Globo /Reprodução)